UMA ROTINA TRISTE: mais uma vez a agência bancária do BASA de Rurópolis é assaltada.

assalto-banco
Imagem do google

 

Assalto a Banco virou rotina nessa região. Recentemente a agência bancária do BASA da cidade de Placas foi assaltada. Agora a de Rurópolis passa por isso também. Este assalto já era anunciado há muito tempo, só não tinha data ainda, pronto, agora tem: 11/02/2014.

Os assaltantes chegaram na agência bancária logo cedo, por volta das 09 horas da manhã, em uma SW4, branca, armados provavelmente com fuzis. Arrebentaram a porta giratória do banco, perguntaram quem era o gerente e o levaram até o cofre do banco, juntamente com outros funcionários .  Eram em 08 e estavam de colete preto, com camisa longas, rajadas (semelhantes a do exército brasileiro), usavam máscaras, tinham estatura mediana e não apresentavam sotaques – o valor de quanto os assaltantes levaram ainda não foi divulgado.

O momento mais crítico do assalto, foi quando os criminosos tiveram que transportar o dinheiro de dentro da agência bancária para a Hilux branca de um dos funcionários do banco. Os reféns foram usados como escudo humano. Colocado o dinheiro na camionete os assaltantes partiram com os dois carros – todos dois com reféns – foram em direção a Santarém (BR 163), mas poucos quilômetros à frente entram em um travessão.Uma das reféns dos assaltantes, Vanda Maria Amorim Sobrinho, relata que eles eram “assaltantes tranquilos e em nenhum momento foram agressivos”

Felizmente, o desfecho do assalto não teve vítimas fatais e nem feridos. Os reféns da SW4 branca foram soltos próximos a uma ponte e o carro foi queimado pelos assaltantes. Seguiram ainda como reféns na Hilux branca três funcionários da agência bancária, que foram libertados em seguida.

Além da agência bancária do BASA de Rurópolis, a agência bancária do Banco do Brasil de Marabá também foi assaltada. Os criminosos usavam roupas e apresentaram comportamento idênticos aos de Rurópolis. Em pouco tempo, três agências bancárias foram assaltadas (Placas, Marabá e Rurópolis).

Este assalto demonstrou mais uma vez o quanto precisamos melhorar em relação à Segurança Pública. Pessoas correram risco de vida com tantos disparos desnecessários. As vias de saída de Rurópolis não foram fechadas, a polícia se concentrou em trocar tiros com os assaltantes. Mas devemos dar um desconto para nossa Segurança Pública, eles estão pouco aparelhado e os recursos são ínfimos.  Como combater o crime organizado, se o Estado estar desorganizado?

IMG-20150211-WA0001[1]
Imagem do whatsapp – cartucho das balas usadas pelos assaltantes

Comentário