Parece que temos homens e, mulheres livres em Rurópolis (PA)!

img.php_

 

Os dias passam… já estamos no quinto dia do mês de janeiro de 2015. Porém, ainda assim, as vaias do dia 31 ecoam pela cidade. Mas por qual razão estas vaias ganharam tamanha repercussão? Manifestações pacíficas fazem parte de um Estado Democrático de Direito, ou não? NoBarzinho não entende a razão de tamanho alvoroço por algo tão comum em um Estado livre, sem qualquer vínculo com estados ditatoriais.

O que ocorreu no dia 31 é algo extremamente normal, pois, acredita-se que somos homens livres. Anormal era não ter esse tipo de manifestação, isto é só a consequência do descaso que vem ocorrendo em Rurópolis (PA). Pulmões cheios de poeira externaram em alto e bom som um pedido: Senhor Gestor! estamos aqui e, queremos aquela cidade da revista desenhada por Vossa Excelência.  

Acredita-se que aos poucos as correntes da ignorância estão sendo quebradas e homens livres estão surgindo para revolucionar essa cidade – velhas práticas precisam ser deixadas de lado. Alguns já devem dizer por aí que NoBarzinho é só mais uma mídia procurando favores, querendo dinheiro. Não queremos nada, aliás, queremos, sim, uma cidade morável. Não podemos ser distrito de Santarém (PA) para todo o sempre.

Uma população que vivia com medo de se expor, aos poucos parece estar entendendo que as amarras da velha política precisam ser quebradas. É possível termos asfalto de qualidade, saúde de qualidade, educação de qualidade, saneamento de qualidade. Tudo é viável quando se tem um povo participativo e cobrador de seus direitos mínimos.

Portanto, para finalizar mais esse simplório rabiscos, NoBarzinho discorda veementemente de que Rurópolis é caso perdido, que devemos aceitar essa política do tapinha nas costas, sem qualquer manifestação de contrariedade. É notório o enraizamento desta forma desvirtuado de fazer política, porém, nada pode ser considerável imutável, podemos tirar essa raiz e, ainda assim, sobreviver sem elas, deixando crescer raízes novas, cheias de virtudes, deixando-nos livres para buscar uma cidade melhor para todos e não apenas para um grupo.

tumblr_mb6oxl0EUm1qk8xvqo1_500

Texto: MF

Imagens: google.com.br

2 comentário sobre “Parece que temos homens e, mulheres livres em Rurópolis (PA)!

  1. Apesar de ser normal protestar por algo q está errado,em Rurópolis é novidade essa ciragem q vem possuindo a população ruropolense.
    Como diz:”tudo um dia acaba”.
    E o medo do povo acabou.

Comentário